Talks .

EMPREENDEDORISMO .

By Isabel dos Santos .

Ser empreendedor inovador

Na minha opinião ser empreendedor hoje é procurar melhorias e usar da melhor forma o conhecimento e a informação que já está disponível. É ser profundo na análise e exigente no resultado. Inovar, por seu turno, é querer ter as melhores soluções que respondem às necessidades não articuladas ou problemas no mercado existente.

Eu sou uma empresária, trabalho com capital de risco, fiz a abertura de várias empresas e criei vários projectos. Sou investidora e, sobretudo, sou empreendedora.

Empresas “Status Quo” e empresas “Inconformadas”

As empresas que vivem e funcionam no status quo, fazem tudo como sempre se fez, e fazem disso o seu modelo de negócio e com sucesso. Há outras empresas e empreendedores que vêem lacunas no mundo que existe hoje, e vêem o mercado como estando incompleto, e como se faltasse alguma coisa.

Diferença entre inovação e invenção?

Às vezes, inovação é confundida com invenção. Mas não são a mesma coisa.

Inovação passa por ter uma ideia ou identificar uma solução que é relevante e conseguir transformar num produto possível de comercializar com sucesso. Por outro lado, inovar é encontrar conexões inesperadas, ter ideias, ver possibilidades e usar a imaginação.

É preciso conseguir ver o que não está disponível e ter a convicção de que a nossa visão é válida e necessária para o mundo avançar e o melhorar. Devemos tentar ver aqueles pontos que são perdidos, ignorados e esquecidos pelos outros. A postura da inovação é estar desconfortável com a maneira como as coisas são hoje.

O empreendedorismo, impulsionado pela inovação, parte do princípio de fazer algo relevante, único e com valor.

Ser inovador, no fundo, é ser alguém inconformado com as soluções que existem no mundo de hoje. Pensando, definindo, criando. Vão e mudem o mundo!